Pesquisa




77% das casas de Vicente





 Pires fica em





 área irregular, diz GDF



Estudo da Companhia de Planejamento aponta crescimento de 4% ao ano.
Região ainda não tem rede de esgoto nem de captação de água da chuva.

Do G1 DF

Um estudo da Companhia de Planejamento do Distrito Federal divulgado no final de julho último, mostra que Vicente Pires continua crescendo de forma irregular. Na região, que tem mais de 70 mil moradores, 77% dos imóveis fica em terrenos não legalizados. A taxa de crescimento da área é de 4% ao ano, apontou a pesquisa.

Vicente Pires virou região administrativa há quatro anos e, enquanto durar o processo de regularização estão proibidas novas construções. Além disso, há demora para a realização de grandes obras, como a rede de esgoto. Já a captação de água da chuva aguarda aprovação de financiamento e conclusão da licitação.
  •  
. (Foto: Yuri Araújo/Vc no G1)Numa das ruas de Vicente Pires, leitor flagrou o esgoto invadindo a pista. (Foto: Yuri Araújo/Vc no G1)
O estudo da Codeplan aponta ainda a existência de diversos problemas ambientais em Vicente Pires. Dos 19.930 domicílios, 3.522 (17%) tem problemas de áreas em declive nas proximidades. Moradores de outros 602 domicílios (3%) são prejudicados por erosões.
Do total de residências, 2.541 (12,7%) estão localizadas perto de áreas de proteção ambiental. Outras 1.793 residências estão próximas a nascentes de água.
Faixa etária e cor
Do total de moradores, 27% (20 mil) têm entre 40 e 59 anos. Outros 24% (18 mil) tem de 25 a 39 anos. A maior parte dos residentes em Vicente Pires (53%) declarou ter cor branca. Os moradores que se declararam pardos ou mulatos representam 44% do total
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Laboratório Sabin em Vicente Pires

Academia IPPON traz artes marciais para Vicente Pires

Nova Farmácia Pague Menos