Conscientização

Coleta seletiva começa na próxima segunda-feira no DF

  Kelly Ikuma, da Agência Brasília
Coleta seletiva começa na próxima segunda-feira no DFFoto: Dênio Simões / GDF
Assunto é tema da série especial que pode ser acompanhada na Agência Brasília
  O primeiro passo para o fechamento definitivo do Lixão da Estrutural foi dado, nesta segunda-feira (10), com o lançamento da coleta seletiva no Distrito Federal, ação que abrangerá as áreas urbanas e rurais. A iniciativa começará a funcionar efetivamente no dia 17 de fevereiro, e, até essa data, será realizada ampla divulgação para esclarecer todas as fases do processo à população.

"Nessa semana faremos um trabalho exaustivo de esclarecimento para mudar o comportamento das pessoas e conscientizar a todos sobre o funcionamento da coleta seletiva. Ninguém será punido nesse primeiro momento. Esse anúncio hoje é uma ação fundamental para a mudança da política de meio ambiente no DF", informou o governador Agnelo Queiroz, acompanhado pelo vice-governador, Tadeu Filippelli.

O governador anunciou ainda que o DF tem a meta ousada de reciclar 15% do lixo seco recolhido no período de um ano após a implantação do novo sistema. "Curitiba, que foi pioneira nesse processo no Brasil, consegue chegar a 21%, portanto, sabemos que é um grande desafio. Mas contamos com a conscientização da nossa população, que é parte fundamental nesse processo".

O diretor-geral do Sistema de Limpeza Urbana (SLU), Gastão Ramos, disse que a política de resíduos sólidos do DF baseia-se essencialmente no fechamento do Lixão da Estrutural. "Para que isso ocorra, trabalhamos com três pilares, que é a implantação da coleta seletiva, que lançamos hoje; a construção do primeiro aterro sanitário do DF, e a construção dos centros de triagem, ambas as obras em andamento", ressaltou.

Os caminhões responsáveis pela coleta seletiva passarão em dias e horários específicos, em cronograma que será divulgado até quarta-feira (12) no site do SLU. Já a coleta convencional, realizada diariamente, não sofrerá nenhuma alteração de horário e itinerário. "O único trabalho que a população terá é o de separar o lixo seco do orgânico. Quero que a coleta seletiva no DF seja referência como é a faixa de pedestre", destacou Ramos.

O início dos trabalhos foi resumido pela coordenadora da Associação Recicla a Vida, Mônica Mendes, "como a concretização de um sonho". Segundo ela, os catadores eram discriminados pela sociedade e agora estão sendo reconhecidos pelo governo, que entregará 100% do lixo seco às cooperativas. "Com essa iniciativa, teremos um local digno para trabalhar e cuidar dessa riqueza, que é o lixo, de onde centenas de famílias tiram o seu sustento".

Compartilha da mesma opinião a presidente da Associação Ambiente, Ana Cláudia de Lima Santos, que trabalha como catadora há mais de dez anos na Estrutural. "Nossa luta é por dignidade. Espero que a partir de agora nossa história seja mudada. Até maio, mês que marca o fechamento do Lixão, poderei dizer efetivamente que vencemos essa luta, e marcaremos a história dos catadores de Brasília", destacou.

A Coleta Seletiva é o tema da série de reportagens que passa a ser publicada a partir desta segunda-feira (10), na Agência Brasília. A primeira matéria especial abordará a implantação do novo sistema no DF e pode ser acompanhada aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Laboratório Sabin em Vicente Pires

Academia IPPON traz artes marciais para Vicente Pires

Reviravolta no concurso de Miss Vicente Pires 2011